Guia de Desenvolvimento para Aplicações Web com JavaEE

Guia de Desenvolvimento para Aplicações Web com JavaEE

Este post tem a finalidade de fornecer uma visão por norma geral das primordiais tecnologias envolvidas no desenvolvimento de um sistema para utilizar na plataforma Java EE. Você não encontrará informações detalhadas sobre recursos, instalação, feitio, segurança, performance comparativos das tecnologias mencionadas. O que você verá é somente uma relação com uma pequena descrição backlinks para referências oficiais das tecnologias mais utilizadas num projeto Java EE. A idéia é responder a seguinte pergunta: O que eu preciso aprender/utilizar para iniciar a desenvolver aplicações para a Rede utilizando Java EE?

Java SE

A sigla significa Java Standard Edition é a sustentação para o desenvolvimento de aplicações Java, sejam elas da classe de console, aplicações com interfaces gráficas para desktop, utilitários para dispositivos móveis ou sistemas completos para Internet. O Java SE vai estar presente em todos os tipos de soluções Java porque é a edição que disponibiliza a linguagem Java propriamente dita, as diversas bibliotecas de funções para tratamento de exceções, conexão a banco de dados, entrada e saída de dados, manipulação de ficheiros em disco, mecanismos de programação concorrente, particularmente a API SWING, que é o conjunto de bibliotecas para a geração das interfaces gráficas.

A sigla significa Java Enterprise Edition é a edição que disponibiliza recursos para o desenvolvimento de aplicações Internet. Nesta edição encontramos ferramentas para geração de páginas ativas, recursos para expandir as capacidades dos servidores de aplicações variados frameworks para a estruturação de emprego em camadas.

Nota: Um framework é um conjunto de funções, componentes recursos para facilitar o desenvolvimento de um emprego.

Java ME

A sigla significa Java Micro Edition é utilizada para desenvolvimento de aplicações para dispositivos móveis, sejam eles celulares, smartphones, smartcards, TVsDigitais chips de cartões.

Protocolos

HTTP

A sigla signfica HyperText Transfer Protocol é o etiqueta que possibilita o compartilhamento de documentos na World Wide . O HTTP encontra-se na estrato de emprego do protótipo OSI (Open Systems Interconnection) baseia-se no mecanismo -resposta entre um comprador um servidor para a troca de informações.

TCP/IP

A sigla significa Transmission Control Protocol / Net Protocol são 2 protocolos distintos, porque o TCP é a formalidade encarregado pela transmissão o IP é gerente de pelo endereçamento dos dados que serão transmitidos pelo TCP. Estes protocolos atuam em camadas diferentes do protótipo OSI. O TCP estaria na categoria de transporte o IP encontra-se na categoria de rede padrão OSI.

Linguagens de uso por norma geral

As linguagens de uso por norma geral são linguagens de programação que constantemente serão utilizadas no desenvolvimento de soluções para a independente se o projeto utilizará Java EE, PHP ou ASP.

HTML

A sigla significa HyperText Markup Language é a linguagem utilizada para estruturar elementos por exemplo textos, parágrafos, listas, tabelas imagens num documento com finalidade de este tenha como ser visualizado no envolvente da por meio dos navegadores.

CSS

A sigla significa Cascading Style Sheets é a linguagem utilizada para separar todas e cada uma das partes de formatação de uma página HTML colocando-as em um registro separado. Bem não misturamos código de estruturação com código de formatação. Outra vantagem é que se o emprego possuir mais de uma página rede elas utilizarem as mesmas formatações, todo o código vai estar concentrado em um único registro facilitando futuras alterações.

JavaScript

É uma linguagem utilizada para monitorar a conduta de um documento HTML. Por ex, é provável examinar se um determinado elemento de edição foi preenchido ou não. Existem diversos projetos que disponibilizam frameworks contendo funções, componentes prontos para facilitar o desenvolvimento das aplicações. segue uma lista com as primordiais frameworks JavaScript:

HTML DOM

A sigla significa HTML Document Object Model é um recurso utilizado para aceder os elementos de uma página HTML tal e como se fossem objetos com atributos propriedades. Por ex, uma função JavaScript deve restabelecer o teor de um fator HTML de ingresso de dados por meio da propriedade value deste elemento.

DHTML

A sigla significa Dynamic HyperText Markup Language é uma técnica que utiliza JavaScript HTML DOM para tornar as páginas HTML ativas. Por ex, é provável modificar a cor de um determinado elemento HTML ao passar o mouse sobre este ou ainda ocultar pequeno número de elementos ao pressionar um determinado botão contido na página.

XML

A sigla significa eXtensible Markup Language é a linguagem utilizada para produzir documentos que contenham dados organizados hierarquicamente. É amplamente utilizado para armazenar configurações de sistemas, para compartilhamento de informações também é bastante utilizado por vários frameworks, como Hibernate Spring.

XML DTD

A sigla significa XML Document Type Definition é a linguagem utilizada para definir a estrutura de um documento XML com o propósito de o mesmo tenha como ser validade aceito pelos sistemas que irão compartilhar tais documentos.

XML Schema

É a linguagem utilizada para definir a estrutura de um documento XML com bastante flexibilidade recursos do que o XML DTD.

XML XSL

A sigla significa XML eXtensible Stylesheet Languagee é uma linguagem utilizada para definir folhas de estilo para XML da mesma maneira que oCSS define folhas de estilo para o HTML.

AJAX

A sigla significa Asynchronous Java Script and XML é uma técnica utilizada para fabricar funções assíncronas, por ex, preencher campos numa página sem a premência de entregar ‘refresh’ na mesma.

Tecnologias Java EE

Servlets

É o conhecimento utilizada para estender a capacidade dos servidores de aplicações autorizando que respondamos as requisições feitas pelo formalidade HTTP.

JSP

A sigla significa Java Server Pages é a linguagem utilizada para produzir páginas ativas através da inclusão de código Java no meio de código HTML ou XML.

JSTL

A sigla significa JavaServer Pages Standard Tag Library é a técnica utilizada para estender a JSP mediante uma livraria de tags que encapsulam funcionalidades comuns como processamento de dados XML, loops, realização condicional internacionalização.

JSF

A sigla significa Java Server Faces é a técnica utilizada para produzir páginas Rede com mas riqueza de recursos do que páginas com componentes HTML. JSF é a especificação da ciência. Existem diversas implementações desta especificação. A lista relaciona as mas utilizadas:

Além das diversos implementações citadas, muitas empresas criaram bibliotecas de componentes visuais baseados na especificação JSF. Estes componentes trazem recursos extras, novos controles, novos visuais, entre muitas outras coisas. Segue uma relação dos primordiais conjuntos de componentes JSF:

EJB

A sigla significa Enterprise Java Beans é a técnica que possibilita a geração de componentes reutilizáveis em aplicações . Estes componentes estarão hospedados no servidor da emprego geralmente eles representam um objeto que será persistido em banco de dados, uma nível que irá processar mensagens de modo assíncrona ou ainda uma nível que vai realizar uma tarefa .

Epílogo

Ao longo deste documento foram expostas várias das primordiais tecnologias utilizadas para a construção de aplicações utilizando a plataforma Java EE. Com isso, conseguimos responder a nossa pergunta: O que eu preciso aprender/utilizar para estrear a desenvolver aplicações para a Rede com Java EE? É essencial distinguir que existem outras tecnologias que não foram mencionadas neste trabalho, porque estas vão depender de peculiaridades específicas de emprego.

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.